sexta-feira, 4 de setembro de 2009

MISSÃO RESPONSABILIDADE DE TODOS

Olhando para o texto de Isaías 6.8 quando Deus faz o seguinte chamado: “A quem enviarei, e quem há de ir por nós?” é possível enxergarmos a insistência do Senhor em chamar os seus para a responsabilidade da divulgação de sua Palavra e do seu Reino. Naquele momento o Senhor direciona essa palavra para mover o coração de Isaías para que ele atendesse ao chamado, e assim anunciasse as boas novas à humanidade.
Creio ser impossível para aquele que contempla a glória de Deus permanecer da mesma forma, é impossível que alguém que tenha o privilégio de receber uma visão tão esplêndida continue com a vida distante de Deus. Isaías estava num processo de restauração, pois sentia que estava sendo influenciado por aquele povo de impuros lábios, ele clama ardentemente no versículo cinco, “ai de mim! Pois estou perecendo!”, naquele momento de reconhecimento de seu estado, Deus faz uma transformação na sua vida.
A partir daquele instante, ele entende que a necessidade era urgente, alguém tinha que tomar um posicionamento para proclamar os desígnios do Senhor. Além de anunciar detalhes tão ricos da vinda do Messias, Deus queria que Isaías apregoasse o juízo do Senhor sobre todos os que não atentassem para tão grande salvação.
É impossível olhar para este texto e não o analisarmos como sendo um questionamento Divino para todos nós. Sendo que recai sobre a Igreja uma maior responsabilidade, pois a revelação que nos foi confiada implantou a ordenança de anunciar o Messias, ou seja, o nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo, que conforme as promessas tão evidentes no Antigo Testamento, e principalmente em Isaías, agora nos deu uma incumbência como seus servos, não apenas questionando quem atentará para o ide, ou seja, quem irá pelo Senhor? Mas agora colocando uma ordenança: “Ide por todo mundo e pregai o Evangelho a toda criatura” (Mc 16.15).

Cada um de nós temos uma responsabilidade de cumprirmos esse mandamento de Cristo, cada qual de uma forma, mas todos temos que cumpri-la. E aqui podemos aplicar o tripé de sustentação da obra missionária, orar, contribuir e ir, e todos nos encaixamos dentro desta base. Essa tarefa de fazer missões não é apenas do pastor presidente ou diretoria, ou dos pastores responsáveis por cada congregação, e muito menos apenas dos coordenadores dos departamentos de missões, ou das agências missionárias. Cada um desses devem sim, agir como agentes facilitadores dessa nobre tarefa da Igreja, mas a responsabilidade recai sobre cada crente.
Todos devemos orar e interceder por missões e por aqueles que estão no campo como missionários, todos podemos independente de valores colaborar ofertando com a obra missionária, pois Deus não está preocupado com o montante do nosso ofertar, o que ele deseja é que façamos tudo para Sua glória de coração sincero, mas que façamos sempre o melhor para a expansão do Reino. Entretanto, nem todos foram chamados para irem ao campo, para ser a linha de frente na evangelização, a estes, Deus tem preparado um lugar e o tempo certo para irem ao campo, mas todos devemos entender que somos responsáveis pela obra missionária. É notável na vida de cada crente para o que Deus tem chamado de forma específica cada um, mas apesar de atuarmos em diferentes frentes de trabalho, somos responsáveis pela obra missionária.E nessa festividade de aniversário da Assembléia de Deus no Brasil e em Curitiba, é notório na história que só foi possível chegar onde se chegou, por que houve o envolvimento de muitas pessoas, e todos juntos puderam fazer a diferença. E você é parte desta história, é parte da responsabilidade que recai sobre todos, é uma célula de um grande e poderoso Corpo, que é o Corpo de Cristo, sendo assim você também tem parte nas conquistas, mas também tem parte nas responsabilidades evangelísticas missionárias.

Pb. Alessandro Assis
41 9619 67 77

Um comentário:

  1. Pastor Alessandro!

    Seja bem vindo a blogoesfera cristã! Aqui precisamos muito de homens de Bíblia.

    A internet é um espaço precioso onde podemos falar de Jesus e discutir diferentes pontos de vista!

    E, aproveitando, apresento o Genizah: Um blog cristão diferente que oferece ótimo conteúdo protestante, muito humor e bom combate às heresias e ao sincretismo que vem solapando a igreja evangélica.

    Vamos nos seguir. Te vejo por lá!

    A Paz e o Bem!

    Abraços,

    Danilo Fernandes

    http://www.genizahvirtual.com/

    ResponderExcluir