terça-feira, 22 de setembro de 2009

O MUNDO QUE NASCEMOS NÃO SERÁ O MUNDO QUE NOSSOS FILHOS VIVERÃO

Esse vídeo produzido pela PIB de São José dos Campos traz informações da irreversível dominação dos muçulmanos em número populacional em todo o mundo, e a sua consequente maioria religiosa. Os dados e notícias vindas principalmente da Europa, nos dão mostras reais da mudança que já está ocorrendo neste continente. Isso nos leva a pensar sobre nossa responsabilidade missionária, sobre o que cada um de nós está fazendo para que o evangelho chegue a todos os povos e nações. O tempo e os sinais nos mostram que muito perto está o dia da volta do Senhor Jesus, e que precisamos nos centrar em fazer o melhor para a propagação da Palavra e da Salvação em Cristo Jesus.

"Prega a Palavra, insta a tempo e fora de tempo, admoesta, repreende, exorta, com toda longanimidade e ensino" II Tm 4.2

"Quem creu em nossa pregação? E a quem foi revelado o braço do SENHOR? " Is 53.1

PENSE NISSO!

quarta-feira, 16 de setembro de 2009

MISSÃO: UM CHAMADO À EXCELÊNCIA

Quando paramos para analisar o exemplo dado pelo Senhor nosso Deus, vemos a excelência da organização Divina que em tudo nos deixou exemplos, principalmente através do ministério de Cristo em sua vinda à terra, o qual veio com uma missão específica, “salvar o que se havia perdido” (Lc 19.10). Entretanto, vemos que as ações de Jesus eram extremamente organizadas, e podemos destacar alguns pontos dessa organização, de como e onde se desenvolveu a sua Missão, por exemplo:
1 – Tempo determinado;
2 – Publico alvo definido;
3 – Objetivo definido;
4 – Local definido;
5 – Estratégia definida.
Fica claro que Jesus não deu “um tiro no escuro”, saindo a esmo, falando coisas sem nexo, indo onde mais lhe era agradável ou propício ou achando que era o momento para a concretização da missão que Lhe havia sido confiada. E apesar de todos os percalços que Jesus enfrentou durante seu ministério, em nenhum momento Ele perdeu o foco da sua responsabilidade.

sexta-feira, 11 de setembro de 2009

REFLEXÃO MISSIONÁRIA POR INTERCESSÃO

Mais uma semana se passou, e muitos de nós estaremos com as nossas famílias participando dos cultos de nossas igrejas com toda liberdade, seja numa igreja pentecostal ou tradicional, teremos a liberdade de cultuar ao Senhor.

Então eu te pergundo, o que cada um de nós tem feito em prol da ampliação das fronteiras do Reino de Deus, até onde estamos dispospos a nos doar de alguma forma para benefício da salvação de vidas?

Meu objetivo com esta postagem, é exatamente que pelo menos disponibilizemos um momento de oração neste final de semana em prol da igreja perseguida, por aqueles que não poderão juntamente com seus familiares ou amigos, caminharem tranquilamente para uma igreja com a Bíblia na mão, sem o medo de serem mortos ou presos.

PENSE NISSO!

"Então, me invocareis, passareis a orar a mim, e eu vos ouvirei."
Jeremias 29.12

sexta-feira, 4 de setembro de 2009

MISSÃO RESPONSABILIDADE DE TODOS

Olhando para o texto de Isaías 6.8 quando Deus faz o seguinte chamado: “A quem enviarei, e quem há de ir por nós?” é possível enxergarmos a insistência do Senhor em chamar os seus para a responsabilidade da divulgação de sua Palavra e do seu Reino. Naquele momento o Senhor direciona essa palavra para mover o coração de Isaías para que ele atendesse ao chamado, e assim anunciasse as boas novas à humanidade.
Creio ser impossível para aquele que contempla a glória de Deus permanecer da mesma forma, é impossível que alguém que tenha o privilégio de receber uma visão tão esplêndida continue com a vida distante de Deus. Isaías estava num processo de restauração, pois sentia que estava sendo influenciado por aquele povo de impuros lábios, ele clama ardentemente no versículo cinco, “ai de mim! Pois estou perecendo!”, naquele momento de reconhecimento de seu estado, Deus faz uma transformação na sua vida.
A partir daquele instante, ele entende que a necessidade era urgente, alguém tinha que tomar um posicionamento para proclamar os desígnios do Senhor. Além de anunciar detalhes tão ricos da vinda do Messias, Deus queria que Isaías apregoasse o juízo do Senhor sobre todos os que não atentassem para tão grande salvação.
É impossível olhar para este texto e não o analisarmos como sendo um questionamento Divino para todos nós. Sendo que recai sobre a Igreja uma maior responsabilidade, pois a revelação que nos foi confiada implantou a ordenança de anunciar o Messias, ou seja, o nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo, que conforme as promessas tão evidentes no Antigo Testamento, e principalmente em Isaías, agora nos deu uma incumbência como seus servos, não apenas questionando quem atentará para o ide, ou seja, quem irá pelo Senhor? Mas agora colocando uma ordenança: “Ide por todo mundo e pregai o Evangelho a toda criatura” (Mc 16.15).

quarta-feira, 2 de setembro de 2009

FAMÍLIA



PERFIL DOS DISCÍPULOS

Veremos a seguir uma síntese da vida dos 12 discípulos de Jesus, contendo suas cidades ou localidades de origens, profissão que exerciam antes de serem escolhidos por Jesus, características relevantes das suas personalidades, alguns fatos de seus ministérios, e como se deu a morte de cada um.
A formação apresentada da ordem dos nomes dos discípulos é a que encontramos em Mateus capítulo 10, do versículo 1 ao 4:

“1 Tendo chamado os seus doze discípulos, deu-lhes Jesus autoridade sobre espíritos imundos para os expelir e para curar toda sorte de doenças e enfermidades. 2 Ora, os nomes dos doze apóstolos são estes: primeiro, Simão, por sobrenome Pedro, e André, seu irmão; Tiago, filho de Zebedeu, e João, seu irmão; 3 Filipe e Bartolomeu; Tomé e Mateus, o publicano; Tiago, filho de Alfeu, e Tadeu; 4 Simão, o Zelote, e Judas Iscariotes, que foi quem o traiu”.

1. SIMÃO PEDRO
Nasceu em Betsaida, mas residia em Cafarnaum, na Galiléia;
Era pescador de profissão;
Foi o primeiro líder da igreja cristã. Escreveu as epístolas que levam seu nome;
Tinha pouco estudo, impulsivo, amoroso, explosivo e entendia com dificuldade os ensinamentos de Jesus;
Morreu em Roma, crucificado de cabeça para baixo.

2. ANDRÉ
Também era de Betsaida;
Era sócio de seu irmão Pedro na prática da pesca;
Foi um homem zeloso, sincero e dedicado em seu ministério;
Apresentou Pedro a Jesus. Foi um dos primeiros discípulos, e também o primeiro missionário a sair do território judaico;
Morreu martirizado na Acássia onde pregou, foi crucificado numa cruz em forma de “X”.

3. TIAGO